Colégio Magnum - Uma escola para sempre

Colégio Magnum Cidade Nova - Uma escola completa



Acontece no Magnum

Tema Transversal de Ensino 2019

Imagem destacada

ANO INTERNACIONAL DA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS

Ao eleger 2019 como Ano Internacional da Tabela Periódica, a ONU reconhece a importância dos benefícios gerados pela Química para o desenvolvimento sustentável e como uma ciência provedora de soluções nos desafios de geração de energia, educação, agricultura e saúde.

Este ano internacional marca o 150º aniversário da primeira versão da Tabela, proposta por Dmitry Mendeleyev, em 1869, e unirá a UNESCO, sociedades científicas, institutos de educação e pesquisa, organizações não governamentais e setor privado, na promoção de eventos que ressaltem a importância da Tabela Periódica e suas aplicações.

O desenvolvimento da Tabela Periódica dos Elementos é um dos fatos mais significativos da história da ciência, com implicações nas áreas de Astronomia, Física, Biologia, Química e outras ciências naturais. É uma ferramenta que fornece a cientistas e pesquisadores a previsão das propriedades da matéria na Terra e no Universo. O desenvolvimento tecnológico tem, cada vez mais, demonstrado a importância de elementos até recentemente pouco conhecidos da Tabela, como o Ródio e o Lítio.

A alfabetização científica passa pelo conhecimento dessa linguagem científica.

 

II - Objetivos

 

  • Conhecer a história da Tabela Periódica.
  • Reconhecer a Tabela como uma das conquistas mais influentes da ciência moderna, que reflete a essência não apenas da Química, mas também da Física, Biologia e outras áreas das ciências puras.
  • Reconhecer os elementos químicos e o  papel vital  que eles têm em nossa vida quotidiana e  como são cruciais para a vida neste planeta e na estruturação da produção industrial. A ciência para o desenvolvimento sustentável, além dos seus impactos sociais e econômicos.
  • Reconhecer como os elementos químicos participam de manifestações culturais, econômicas e políticas da sociedade moderna, além de celebrar como a Tabela  evoluiu nos últimos 150 anos.
  • Possibilitar que novas vocações sejam despertadas para a Química e outras ciências naturais, para assegurar a formação de uma futura geração de cientistas, engenheiros e inovadores nesses campos.

Prof. Adjalma Rodrigues