Colégio Magnum - Uma escola para sempre

Colégio Magnum Cidade Nova - Uma escola completa



Notícias  

Maria – mãe de Jesus e de toda a Igreja Católica

03 maio 2019

Mãe é uma palavra simples, mas que ao mesmo tempo aglomera um sentimento forte de amor e de entrega.

Ser mãe é, acima de tudo, amar como Maria, pensar como Maria e agir como Maria. Ela que foi a escolhida por Deus para ser mãe de seu filho e nosso salvador Jesus Cristo, com um silêncio heroico o acompanhou do primeiro ao último dia de sua vida, estando presente em seu coração nos momentos mais difíceis de sua jornada.

Considerada pelos cristãos a maior mãe de todas, celebramos em maio o nosso amor a essa grande mulher, que nos cobre com seu manto sagrado e nos ajuda a lidar, diariamente, com as cruzes que temos que carregar em nossa vida.

Confira abaixo o texto produzido pelo coordenador do Espiritualidade Magnum, Breno Marcos Almeida, e sua estagiária e ex-aluna do Colégio Magnum, Júlia Cerqueira, sobre o mês das mães.

 

Maria, Mãe das mães

Mãe é uma palavra simples, mas que ao mesmo tempo aglomera um sentimento forte de amor e de entrega. Ao vislumbrar o exemplo de Maria, sua força e serenidade, é possível compreender a dimensão do seu sim, que não foi só dado a Deus, mas a toda humanidade, afinal, a partir dele ela se torna mãe de Deus e nossa mãe.

Quando o anjo aparece a Maria, ele a chama a totalidade da Graça, por isso ela passa a se tornar a medianeira de todas as graças. Por sua doçura e serenidade, Maria tem o poder de acalmar as dores dos corações e interceder por nossas dificuldades.

Ser mãe é, acima de tudo, amar como Maria, pensar como Maria e agir como Maria. Afinal, existe todo um chamado particular e especial para a maternidade, que envolve um despojamento dos nossos desejos em detrimento de um amor maior e mais pleno, o que na Bíblia é descrito como um amor storge, ou seja, aquele movido por laços muito maiores que os de sangue e que envolve um quase inexplicável sentimento: o amor de mãe.

No mês de maio, recordamos o dia das mães. Nada mais justo retomar a paciência, a sabedoria e a humildade de Maria que, em um silêncio heroico, assistiu seu filho ser morto na cruz. Da mesma forma, em meio aos nossos vales de lágrimas, Maria nos cobre com seu manto sagrado e nos ajuda a lidar com as cruzes que temos que carregar em nossa vida, afinal ela caminhou pelo calvário com seu filho e nos acompanha nos nossos calvários.

Santo Agostinho afirma que “Maria era feliz, porque ouviu a palavra de Deus e a pôs em prática; guardou mais a verdade de Cristo na sua mente do que o corpo de Cristo no seu seio”.

Dessa forma, somos chamados a voltar os nossos olhos para Nossa Senhora, para podermos contemplá-la, como Jesus comtemplou e sermos gerados por suas suaves mãos em seu ventre de amor, afinal é lá onde os santos são gerados.

  

#MariaMãedasMães #MêsdaMães #Maior #EspiritualidadeCristã #ColégioMagnum #EscolaCompleta