Colégio Magnum - Uma escola para sempre

Colégio Magnum Cidade Nova - Uma escola completa



Pedagógico

Vestibular / ENEM

 

VESTIBULAR 2017

Clique aqui e confira o resultado parcial

 

ENEM 2015

Colégio Magnum mais uma vez entre os melhores do Brasil no ENEM 2015.

 1º Lugar nacional entre as escolas com índice de permanência maior que 80% e com mais de 150 alunos participantes

3º Lugar nacional entre as escolas com mais de 150 alunos inscritos

Conforme foi divulgado pela mídia no dia 4 de outubro de 2016, o Colégio Magnum situou-se novamente entre os primeiros do País, no ranking dos colégios com melhor desempenho no ENEM.

O Colégio Magnum Cidade Nova vem se destacando nos resultados do ENEM desde o primeiro ranking divulgado pela imprensa no ano de 2005. A constância entre as melhores escolas de Minas Gerais e do País é atribuída ao alto investimento no processo de avaliação do aluno, na capacitação dos professores para a produção das questões e na metodologia das aulas focadas em habilidades e competências. Além disso, o Colégio Magnum Cidade Nova trabalha com a perspectiva de ESCOLA COMPLETA, ou seja, a partir do Ensino Fundamental 2, o aluno pode frequentar a escola em tempo integral, participando de vários programas chamados de Habilidades para a vida, como, por exemplo, empreendedorismo, esportes, ação social e artes.
Ao considerarmos escolas que inscreveram no mínimo 150 alunos e com índice de permanência maior que 80%, o Colégio Magnum Cidade Nova se coloca como a primeira escola do País no Exame Nacional do Ensino Médio de 2015.

O índice de permanência representa a porcentagem de alunos que cursaram total ou parcialmente o Ensino Médio no Colégio. O Magnum possui índice de permanência de 92%, demonstrando que nossos alunos cursaram todo o Ensino Médio no Colégio. Essa taxa de permanência comprova nosso compromisso e dedicação para oferecer o melhor ensino aos alunos em toda a sua trajetória, não focando apenas a 3ª Série do Ensino Médio.

Estamos na categoria das escolas com resultados para mais de 150 inscritos. Enquanto, em média, 185 alunos do Magnum realizaram a prova, outras instituições reúnem um grupo pequeno de alunos pré-selecionados e com isso conseguem colocações significativas no ranking.

Outro ponto a ser destacado é a média de desempenho dos alunos na prova de redação. Obtivemos a média de 843,68 pontos na redação, única prova dissertativa do exame. A nota da redação é muitas vezes determinante para a pontuação final do aluno. Algumas universidades inscritas no Sistema de Seleção Única (Sisu) conferem mais peso à redação do que para as provas discursivas.

Nós nos orgulhamos dos 185 alunos que realizaram o ENEM e por 92,43% deles terem estudado no Colégio Magnum durante todo o Ensino Médio. Este resultado comprova o propósito em oferecer o melhor ensino e a melhor formação.

Confira abaixo os rankings do Colégio no ENEM.

 

 *Fonte: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

O Colégio Magnum acredita que a imprensa deveria repensar a maneira como é realizado o ranking, pois privilegia instituições que fazem manobras para conseguir bons resultados, mas que não traduzem a realidade de ensino da instituição.

As matérias abaixo, divulgadas na mídia, refletem a preocupação do Colégio com a maneira como é realizado o ranking do ENEM:

"Uma em cada 5 escolas Top no Enem tem maioria de alunos 'importados'"

Fonte: Folha de São Paulo

"Em 19 unidades das 100 melhores, ao menos 80% dos alunos não cursaram os três anos do ensino médio na escola –o que representa uma a cada cinco escolas da lista. No Enem 2014, eram 15 escolas com esse perfil entre as 100 primeiras.

A tendência é mais acentuada na ponta de cima do ranking. Das 10 escolas com maiores médias, 6 têm essa característica. Além disso, 42 escolas desse grupo têm até 60 alunos –sendo 17 com até 30 estudantes."

http://www1.folha.uol.com.br/paywall/signup.shtml?http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2016/10/1819641-uma-em-cada-5-escolas-top-no-enem-tem-maioria-de-alunos-importados.shtml

"MEC critica escolas particulares que selecionam melhores alunos"

Fonte: G1

“Para evitar que escolas com realidades muito diferentes sejam comparadas apenas pela nota do Enem, o governo federal divulga anualmente as notas acompanhadas de diversos indicadores que possam traçar um contexto mais aprofundado da realidade de cada escola. Além do tipo de administração das escolas com as maiores e menores notas, os dois grupos comparados apresentam outras semelhanças entre si que os separam um do outro.”

http://g1.globo.com/educacao/noticia/mec-critica-escolas-particulares-que-selecionam-melhores-alunos.ghtml

“A escola que temos não faz sentido”

Fonte: Revista Veja

"O que pais que querem matricular o filho no ensino médio devem observar no ranking do Enem? A nota da escola, claro, mas não só ela. Divulgamos outros dados fundamentais. É importante olhar para aquela coluna que indica o período em que os alunos examinados permaneceram no colégio; quanto mais, melhor. Também mostramos a formação dos professores, um item crucial. Agora, para escolher mesmo, é preciso visitar escola a escola e entender a linha pedagógica de cada uma.

O que chama atenção nas escolas que aparecem no topo do ranking? Muitas são como cursinhos pré-vestibulares, inteiramente voltadas para o Enem, que reflete um modelo enciclopédico de escola. Eu pergunto: qual é o sentido dessa maratona toda?

Como presidente do Inep, qual é a sua resposta? Essa maratona não faz sentido. Precisamos de uma nova escola de ensino médio e de um Enem melhor."

http://veja.abril.com.br/educacao/a-escola-que-temos-nao-faz-sentido-diz-a-presidente-do-inep/

"Escolas com foco no Enem têm melhores notas na prova"

 Fonte: Jornal o Globo

 “Isso significa que 80% dos estudantes da instituição que fizeram o exame não cursaram todo o ensino médio naquela escola. Esse é, aliás, o padrão de seis das 10 melhores colocadas no ranking, indicando que muitos alunos migram para essas instituições em busca da preparação para o vestibular.”

http://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/enem-e-vestibular/escolas-com-foco-no-enem-tem-melhores-notas-na-prova-20237029

“As meias-verdades do Enem por escola”

”A dura realidade é que os projetos pedagógicos das escolas bem classificadas no Enem são projetos excludentes socialmente, comuns em um Brasil que aceita, sem crítica, dar tudo para poucos e nada para muitos.”

http://jeduca.com.br/texto/as-meias-verdades-do-enem-por-escola

"As melhores escolas no Enem"

Fonte: Revista Veja

"No grupo das dez melhores escolas no Enem — todas particulares — há uma característica comum a sete delas. Seus alunos não cursaram o ciclo de três anos lá. Na verdade, a maioria permaneceu apenas um ano nesses colégios. Como são fortemente voltados para o vestibular, atraem alunos justamente na véspera da grande prova. “Tornaram-se espécies de cursinhos, instituições focadas fundamentalmente no Enem. Ensinam macetes para o exame, dão dicas de como fazer um bom teste e, em geral, usam muito do marketing para angariar novos alunos”, explica o especialista Marcos Magalhães."

http://veja.abril.com.br/educacao/as-melhores-escolas-no-enem/

"Das 100 escolas com maior nota média no Enem 2015, 97 são privadas"

Fonte: G1

Pelo quarto ano consecutivo, o governo federal evitou divulgar os dados apresentando a média geral das provas, em um formato de ranking. O objetivo é evitar o impacto da comparação direta entre as escolas, já que o desempenho dos estudantes no Enem pode ser afetado por uma série de elementos, incluindo o padrão de vida das famílias dos estudantes, a formação de professores, o número de alunos por escola, a seleção de alunos por meio de "vestibulinhos".

http://g1.globo.com/educacao/noticia/das-100-escolas-com-maior-nota-media-no-enem-2015-97-sao-privadas.ghtml

"MEC divulga 14 rankings alternativos”

Fonte: Revista Exame

"Eu considero que a importância do Enem por escola não é só referenciar o resultado, mas o contexto em que ocorreu. O simples ranking fala pouco do contexto da escola", diz a presidente do Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini. "O ranking sozinho é inapropriado para indicar para os pais a qualidade da escola".

http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/mec-divulga-14-rankings-alternativos-de-escolas-no-enem?utm_campaign=boletim_nota_10_-_5102016&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

"Mais da metade das escolas do país tem piora na nota no ENEM"

Fonte: Folha de São Paulo

“Em 19 das 100 melhores escolas, ao menos 80% dos alunos não cursaram os três anos do ensino médio no mesmo local. Em 2014, eram 15.

Além disso, 42 delas têm até 60 alunos –sendo 17 delas com até 30 estudantes.

Criar escolas pequenas com os melhores alunos, muitos tirados de outras escolas, têm sido uma estratégia para despontar no ranking. A prática é criticada por especialistas.

Essas unidades não representariam uma escola real, acessível às famílias. As unidades defendem que buscam criar condições específicas para alunos acima da média.”

http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2016/10/1819983-mais-da-metade-das-escolas-do-pais-tem-piora-na-nota-no-enem.shtml?utm_campaign=boletim_nota_10_-_5102016&utm_medium=email&utm_source=RD+Station

"Enem: resultados precisam ser contextualizados"

Fonte: Estadão

“Pela segunda vez, os resultados do Enem por Escola foram divulgados pelo MEC de forma contextualizada. Dessa forma, ainda que seja possível, perde sentido fazer um ranking geral de escolas, prática que serve apenas à lógica do mercado privado de Educação.”

http://educacao.estadao.com.br/blogs/de-olho-na-educacao/enem-resultados-precisam-ser-contextualizados/?utm_campaign=boletim_nota_10_-_5102016

“Enem perde função de indicador de qualidade do ensino"

Fonte: O Globo

“Longe de medir conhecimento no universo dos que frequentam as salas de aula, o exame acabou por estimular as instituições a recorrer a “pedaladas” para aparecerem bem na foto dos rankings. A maioria dos colégios com as melhores médias nas provas objetivas prioriza um modelo de ensino voltado para a aprovação no que o Enem, como porta de acesso à Universidade, herdou do antigo vestibular. Investe-se na forma, uma opção cujas consequências, a médio e longo prazo, se medem por um número preocupante de graduandos nas faculdades com formação escolar deficiente, trazida de um ensino médio pobre de conteúdo ."

http://oglobo.globo.com/opiniao/enem-perde-funcao-de-indicador-de-qualidade-do-ensino-20242431

Truque sujo no Enem

 Fonte: Folha de São Paulo

“Não é irregular, nem fora das regras do Enem, mas é um engodo perante os pais. Há que se perguntar: a quem interessa? Por que o Inep não força a fusão das notas dessas escolas, que já seguem o modelo "cursinho asiático trucidante"?”

http://m.folha.uol.com.br/opiniao/2016/11/1829649-truque-sujo-no-enem.shtml

 


Para saber mais sobre o Enem:

www.enem.inep.gov.br