COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA

UMA ESCOLA COMPLETA

COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA

UMA ESCOLA COMPLETA

Acontece no Magnum

Tema Transversal de Ensino 2019

Imagem destacada

ANO INTERNACIONAL DA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS

Ao eleger 2019 como Ano Internacional da Tabela Periódica, a ONU reconhece a importância dos benefícios gerados pela Química para o desenvolvimento sustentável e como uma ciência provedora de soluções nos desafios de geração de energia, educação, agricultura e saúde.

Este ano internacional marca o 150º aniversário da primeira versão da Tabela, proposta por Dmitry Mendeleyev, em 1869, e unirá a UNESCO, sociedades científicas, institutos de educação e pesquisa, organizações não governamentais e setor privado, na promoção de eventos que ressaltem a importância da Tabela Periódica e suas aplicações.

O desenvolvimento da Tabela Periódica dos Elementos é um dos fatos mais significativos da história da ciência, com implicações nas áreas de Astronomia, Física, Biologia, Química e outras ciências naturais. É uma ferramenta que fornece a cientistas e pesquisadores a previsão das propriedades da matéria na Terra e no Universo. O desenvolvimento tecnológico tem, cada vez mais, demonstrado a importância de elementos até recentemente pouco conhecidos da Tabela, como o Ródio e o Lítio.

A alfabetização científica passa pelo conhecimento dessa linguagem científica.

 

II - Objetivos

 

  • Conhecer a história da Tabela Periódica.
  • Reconhecer a Tabela como uma das conquistas mais influentes da ciência moderna, que reflete a essência não apenas da Química, mas também da Física, Biologia e outras áreas das ciências puras.
  • Reconhecer os elementos químicos e o  papel vital  que eles têm em nossa vida quotidiana e  como são cruciais para a vida neste planeta e na estruturação da produção industrial. A ciência para o desenvolvimento sustentável, além dos seus impactos sociais e econômicos.
  • Reconhecer como os elementos químicos participam de manifestações culturais, econômicas e políticas da sociedade moderna, além de celebrar como a Tabela  evoluiu nos últimos 150 anos.
  • Possibilitar que novas vocações sejam despertadas para a Química e outras ciências naturais, para assegurar a formação de uma futura geração de cientistas, engenheiros e inovadores nesses campos.

Prof. Adjalma Rodrigues