COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA
UMA ESCOLA COMPLETA

Boletos 2022

COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA
UMA ESCOLA COMPLETA

Boletos 2022

Notícias  

A importância da prática do esporte para o desenvolvimento

26 fevereiro 2022

Hoje, a Educação Física é uma matéria obrigatória da Educação Básica no Brasil. É nela que se concentra a prática de esportes de crianças e adolescentes, sobretudo na escola. No entanto, você já se perguntou por que essa prática é tão importante?

O hábito de realizar atividades físicas traz uma série de benefícios, a curto e longo prazo. Neste texto, apontaremos os principais, além de esclarecer qual é a importância da prática do esporte para o desenvolvimento de crianças e adolescentes.

UMA QUESTÃO DE SAÚDE: ESPORTES E OBESIDADE INFANTIL

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), lidamos hoje com uma pandemia de obesidade infantil. Por conta disso, é muito importante que crianças e adolescentes sejam estimulados a praticar atividades físicas.

Dentre os benefícios citados pelos profissionais, estão:

• o auxílio no equilíbrio do balanço energético e na prevenção e tratamento da obesidade infantil e doenças relacionadas;
• o aumento de gasto energético não só durante a infância e a adolescência, mas também na vida adulta;
• a menor probabilidade de desenvolvimento de obesidade na vida adulta;
• melhoria de outros aspectos da saúde, como redução da pressão arterial, aumento da sensibilidade à insulina, melhora da cognição etc.;
• melhoria da autoestima, do sentimento de bem-estar e da socialização.

Nesse sentido, tanto o pediatra quanto o professor de Educação Física têm papel importante na vida de crianças e jovens quando o assunto é o combate à obesidade. A prática de atividades físicas e de esportes no ambiente escolar é a principal responsável por estimular esse hábito nos alunos.

A PRÁTICA DE ESPORTES NA ESCOLA E O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES

Já sabemos que a atividade física e a prática frequente de esportes fazem bem a crianças e adolescentes. No entanto, ela não é recomendada apenas por uma questão de saúde.

Na verdade, há outras razões pelas quais o desenvolvimento físico deve ser uma prioridade no ambiente escolar. Alguns dos seus benefícios incluem:

• aumento da cooperação entre alunos;
• melhoria da socialização;
• desenvolvimento da capacidade de liderança;
• desenvolvimento da coordenação motora;
• aumento da disciplina.

Os esportes estimulam o trabalho em equipe e a resolução de problemas, habilidades que acompanharão crianças e adolescentes ao longo das suas vidas. Além disso, o espaço da quadra é democrático, permitindo que todos sejam vistos como iguais.

A prática esportiva durante a Educação Física escolar também é a responsável por transmitir mensagens de superação aos jovens, o que aumenta a sua autoconfiança para lidar com desafios.

Desse modo, fica evidente que a prática do esporte é essencial não apenas para um bom desenvolvimento físico, mas também um bom desenvolvimento emocional e psíquico. Afinal, através dela crianças e adolescentes podem se expressar enquanto, simultaneamente, se divertem coletivamente.

PRÁTICA DE ESPORTES PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Quando falamos sobre esporte e Educação Física, também é preciso ser responsável para determinar quais atividades devem ou não ser desenvolvidas. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, as diferentes recomendações acompanham a idade das crianças.

Crianças de 0 a 2 anos de idade

Para este primeiro grupo, é recomendado que:

• bebês sejam incentivados a ser ativos por curtos períodos, várias vezes ao dia;
• bebês que ainda não conseguem engatinhar sejam estimulados a alcançar objetos, segurá-los, puxá-los e empurrá-los, movendo cabeça, tronco e membros inferiores ao longo das suas rotinas diárias e atividades supervisionadas no chão;
• bebês que já conseguem engatinhar devem ser encorajados a ser tão ativos quanto possível, desde que em ambiente controlado;
• crianças pequenas que já conseguem andar sozinhas devem ser ativas por pelo menos 180 minutos todos os dias, em atividades leves (andar, rolar e brincar) ou energéticas (saltar, correr).

Além disso, a SBP desencoraja longos momentos de comportamento sedentário, como quando as crianças estão em carrinhos de bebê, e determina que o tempo de exposição às telas seja zero.

Crianças de 3 a 5 anos de idade

Para este segundo grupo, é recomendado que:

• crianças acumulem pelo menos 180 minutos de atividade física de qualquer intensidade, distribuídos ao longo do dia e em diferentes ambientes, estimulando a coordenação motora;
• brincadeiras ativas (como andar de bicicleta, atividades na água, brincadeiras de perseguir e brincadeiras com bola) são a maneira mais eficaz para estimular movimento nessa faixa etária;
• atividades mais estruturadas (como danças, lutas, esportes coletivos etc.) também podem ser incluídas na rotina aos poucos.

Por fim, recomenda-se que o tempo máximo de tela seja de 2 horas ao dia, e que sejam evitados comportamentos considerados sedentários.

Crianças e adolescentes de 6 a 19 anos de idade

Para o último grupo, é recomendado:

• acumular pelo menos 60 minutos de atividade física de intensidade moderada a vigorosa, o que inclui pedalar, nadar, brincar em um playground, correr, saltar etc.;
• realizar atividades de intensidade vigorosa, fortalecendo ossos e músculos, pelo menos 3 vezes na semana;
• realizar atividades de flexibilidade envolvendo os principais movimentos articulares pelo menos 3 vezes na semana;
• incentivar a participação em atividades que contribuam para o desenvolvimento natural, que insiram a criança e o adolescente nos hábitos e práticas da sua comunidade.

O tempo de tela para esses grupos também deve ser limitado a no máximo 2 horas diárias. No entanto, a SBP adverte que esse limite não deve levar em consideração o tempo destinado à realização das tarefas escolares.

Com base nas informações expostas, podemos considerar que a prática de esportes é também um instrumento pedagógico que contribui para o desenvolvimento físico e emocional dos jovens.

Por isso, a Educação Física possui um papel central no espaço escolar, e deve ser estimulada. Os seus benefícios serão observados tanto em sala de aula, quanto no cotidiano dos alunos, ao longo de toda a sua vida.

>> Conheça o Esporte Magnum.

>> Clique aqui e conheça nosso circuito esportivo.