COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA

UMA ESCOLA COMPLETA

COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA

UMA ESCOLA COMPLETA

Notícias  

Medicina: como a Unidade Eletiva ajuda os alunos nessa meta

12 agosto 2021

As Unidades Eletivas do Colégio Magnum Cidade Nova são uma forma de complementar o currículo do Ensino Médio. As diretrizes da BNCC para o ensino e a formação dos alunos, aliadas à metodologia Magnum de unir desenvolvimento acadêmico e pessoal, incentivam a adição dessas modalidades ao currículo-padrão dessa fase educacional. Objetiva-se, com isso, oferecer aos alunos uma educação mais completa.

Um grupo de alunos do Ensino Médio que encontra muitos desafios é o que busca cursar Medicina no ensino superior. Além das dificuldades do vestibular, há uma significativa pressão pelo sucesso acadêmico na escola. Em razão da grande dedicação aos estudos, nem sempre esses alunos se encontram dentro dos espaços sociais.

É por isso que uma das Unidades Eletivas do Magnum é dedicada especialmente para esses estudantes. O Magnum MED é um programa que, no contraturno, oferece mentoria e espaço de diálogo para os estudantes que buscam essa carreira. Com a mentoria, eles obtêm esclarecimentos a respeito das dificuldades em relação ao vestibular e das perspectivas importantes sobre as carreiras na Medicina. Os tópicos abordados nos encontros são:

• Medicina: história e arte.
• Curso médico e carreira no Brasil.
• Saúde mental: o papel do médico.
• Pandemias na História.
• Foco em Física e Matemática para o ENEM.

Acolhimento e dedicação

Bruno Campos, um dos mentores da Unidade, explica que os alunos podem aproveitar o espaço de diálogo para sanarem dúvidas e receberem apoio. “Virão momentos em que os alunos terão dúvidas quanto à sua escolha. Mostro a eles atrativos da graduação e opções de carreiras. Tento abordar habilidades de resiliência e práticas com objetivos distintos da metodologia tradicional. Creio que são alunos que necessitam da presença de alguém que passou por algo semelhante, mesmo que a experiência de cada um seja muito pessoal”, comenta Bruno.

Ele acredita que esse apoio psicológico é essencial. Segundo ele, o estudante precisa estar dedicado durante anos para seu sucesso. O maior desafio, na visão do mentor, é o tempo para atingir a preparação necessária. Segundo ele, essa preparação deve ser consistente ao longo de três anos. “Momentos de desânimo e inquietude ocorrerão. Buscamos acrescentar mais ferramentas para apoiar nesses momentos”, conta.

A Unidade Eletiva, exatamente por ser eletiva, proporciona um ambiente aberto a discussões, inclusive sobre as emoções e os sentimentos envolvidos no processo de preparação para Medicina. A unidade disponibilizará um ambiente para que esse aluno desenvolva as principais habilidades exigidas nas provas de Ciências da Natureza do ENEM.

Paula Chiaretti, mentora da Unidade Eletiva de Medicina e professora de Física e Matemática, reforça que a principal estratégia adotada é a de unir dedicação aos estudos com preservação da saúde mental, para que o processo seja produtivo. “Nós lutamos para que esses alunos estejam melhor preparados por meio de estudo pontual, eficiente, sem perda de tempo, de forma que ainda exista tempo para cuidar do corpo e da mente, dormir bem e estar com a família”, explica ela. “O aluno melhor preparado não é o que estuda mais, mas sim aquele que estuda de forma planejada e eficiente”, complementa.

Carreira médica e possibilidades

Muitos dos conflitos de emoções que envolvem os estudantes que visam à carreira da saúde são os mitos e verdades em relação à carreira médica. “Alguns alunos têm pais e irmãos médicos, e isso ajuda a compreender como é a profissão na verdade. A maioria, no entanto, não terá essa perspectiva até estar dentro da faculdade. Muitos vão ver filmes e séries de prática médica, acreditando que aquilo é verdadeiro, mas não pode estar mais distante da realidade – principalmente no Brasil”, comenta Bruno.

Ele explica que as possibilidades são múltiplas e, justamente por isso, precisam ser expostas a esses alunos. “Precisamos de médicos em hospitais, clínicas, consultórios, cargos públicos, empreendimentos e cargos de gestão. As possibilidades de carreira são tão amplas quanto a criatividade pode ser. Queremos trazer exemplos para dentro da escola”.

Muitos alunos passaram a se interessar pela área, após entenderem a importância de profissionais de saúde na pandemia. “Isso atrai uma atenção especial de alunos que têm a vocação. Espero ajudá-los a ocuparem o lado dos médicos bem informados, dedicados com a verdade e com o avanço do conhecimento científico”.

Colaboração e interação

Tendo em vista que o programa é uma das Unidades Eletivas de maior diferencial do Magnum, essa unidade não só acrescenta habilidades socioemocionais e práticas. Pretende ir além e funcionar como uma forma de desenvolver essas habilidades em meio a outros alunos que talvez estejam enfrentando os mesmos desafios.

Assim como em todas as outras esferas do Magnum, o objetivo é que os alunos desenvolvam habilidades como cooperação, solidariedade e empatia uns pelos outros, e aprendam a dialogar e trabalhar em grupo, para que todos tenham sucesso. Com a expertise dos mentores, eles também desenvolverão a autonomia necessária para essa fase.
Paula reforça que a mentoria está ansiosa para dialogar com os novos alunos e trabalhar em conjunto. “Não cheguem para as aulas da Unidade Eletiva despreparados. Com o avanço da pedagogia, psicologia e neurociência, afirmamos cada dia com mais certeza que a sala de aula não deve ser um ambiente de passagem de conhecimento do professor para o aluno, mas sim um espaço de discussão e resolução de situações problemas”, conclui.

Quer saber mais sobre as Unidades Eletivas? Conheça os programas!